Selim PRO Griffon em carbono

POR: Tiago Rio
FOTÓGRAFO: Tiago Rio |

A linha de selins da PRO goza de uma excelente reputação, em parte justificada pela colaboração com a BikeFitting.com, empresa que a Shimano adquiriu há alguns anos, e que é especializada na área de ajuste de bicicletas, utilizando sistemas próprios de medição anatómica avançados. A PRO renovou por completo a sua linha de selins para 2017, mantendo-a actualizada com as mais recentes tendências do mercado.

A Sociedade Comercial do Vouga enviou-nos para teste o selim Griffon com carris em carbono, que pode ser usado tanto em BTT como em estrada, e é indicado para ciclistas que dão mais importância ao conforto que à performance. Foi desenhado para quem tem menos flexibilidade ou para quem gosta de se movimentar mais em cima do selim, ajustando frequentemente a sua posição. O seu formato é mais ou menos plano no comprimento, mas é arredondado na largura, de fora a permitir a maior amplitude de movimentos possível.

O material que é utilizado na sua cobertura (Poliuretano) reduz o atrito entre os calções e o selim facilitando ainda mais o movimento, embora por vezes, em terrenos muito irregulares nos sintamos a escorregar um pouco em cima do selim. A cobertura do selim é unida à base através de um processo in-mold (o mesmo método que se usa nos capacetes para unir o plástico exterior à espuma), que resulta num produto mais duradouro e leve do que se consegue com o método tradicional de agrafar o revestimento à base do selim.

O conforto é um dos pontos fortes deste selim sendo percetível desde a primeira utilização, ao contrário de alguns selins que requerem alguma habituação. O acolchoamento superleve em espuma EVA é generoso, e o bom suporte fornecido pelo design assegura uma sensação de conforto imediato, que não desvanece à medida que o relógio vai avançando.

O Griffon dispõe ainda de um canal de alívio perineal fechado (sem abertura na base), que percorre todo o comprimento do selim e evita o surgimento da sensação de formigueiro no períneo. Gostámos bastante desta versão, mas para quem necessitar de reduzir ainda mais a pressão nesta zona do corpo existe uma versão AF (Anatomic-Fit), que possui um canal aberto mais acentuado.

As opções de largura do selim são três: 132, 142 e 152mm - porque todos temos anatomias distintas, e a largura dos ísquios varia consoante os corredores e os sexos. Se tiver dúvidas sobre qual a medida correcta para si, faça um teste – a maioria das lojas possui um dispositivo equipado com gel, que mede a distância dos pontos de apoio dos seus ossos quando sentado.

A base de construção do selim é fabricada com polímeros reforçados a carbono, o que melhora não só a rigidez – o que se traduz num melhor suporte do peso do ciclista – mas também proporciona maior durabilidade, evitando que com o uso a base ganhe folga na zona de encaixe dos carris. A parte interior traseira da base tem 2 furos, que servem para a instalação de um dos diversos tipos de suportes que a PRO disponibiliza: para acoplar um suporte para uma GoPro ou outra câmara de ação similar; para transportar duas botijas de CO2 e uma câmara de ar; para montar um guarda-lamas como protecção dos salpicos projetados pela roda traseira.

A distância entre a base e os carris é generosa para facilitar a montagem do selim em espigões com design mais complexo. Os rails de carbono são ovais com a medida 7x9mm pelo que podem não ser compatíveis com todos os modelos de espigão.

O peso anunciado é de 193gr na versão de 142mm de largura que testámos, e está disponível em cor preta, pelo valor de 139.95€. Existe ainda uma versão mais económica do mesmo selim, mas com carris de inox em vez de carbono.

FICHA TÉCNICA

Prós: Muito confortável; permite mudar de posição com facilidade

Contras: O formato dos carris não é compatível com todos os modelos de espigão de selim

Peso: 193gr

Preço: 139.95€