Tiago Ferreira e Hildegunn Hovdenak triunfam em Mêda

POR: Tiago Rio

O campeão mundial Tiago Ferreira (DMT Racing Team) e a norueguesa Hildegunn Hovdenak (Nesset CK) ganharam hoje a Maratona Mêda100, pontuável para o circuito World Marathon Series e para a Taça de Portugal de Maratona BTT (XCM). 

A corrida masculina, de 101,4 quilómetros, atraiu a Mêda um pelotão de luxo. O cabeça de série era, naturalmente, o viseense Tiago Ferreira, campeão mundial da especialidade. O corredor português não desiludiu e comandou a prova com autoridade, triunfando ao fim de 4h03m21s. O segundo classificado foi o belga Frans Claes (Loving Hut MTB Team), a 6m59s. Renato Ferreira (Vasconha BTT Vouzela) fechou o pódio, com mais 8m21s do que o primeiro. David Vaz (Gnauk/King Gates/Blisq Creative), quarto em Mêda, assumiu o comando da geral de elite da Taça de Portugal de XCM. 

A prova de elite feminina também ficou marcada pela superioridade vincada da vencedora. Hildegunn Hovdenak cumpriu os 89,5 quilómetros em 4h18m19s, menos 9m03s do que Susana Alonso (Extremadura Ecopilas) e menos 12m07s do que Lisa Ehrberg (Saksa Automaatika Proteam), segunda e terceira, respetivamente. Celina Carpinteiro (BTT Loulé/BPI/Elevis) foi a melhor portuguesa, na quarta posição. Charlotte Davies (BTT Loulé/BPI/Elevis), quinta classificada, manteve o primeiro posto na geral. 

Rui Casquinha (BTT Seia) ganhou em master 30, Javier Busto (Extol-La Gramola Team) foi o melhor master 35, Rui Torpes impôs-se em master 40, José Rosa (Ser e Parecer Pro Bike Team) bateu a concorrência em master 45, Rodolfo Lopes (ASC/Focus Team/Vila do Conde) triunfou em master 50 e João Marques (BTT Seia) foi o melhor master 55. 

Entre as masters, as melhores foram a master 30 Raquel Marques (ASC/Focus Team/Vila do Conde) e a master 40 Elisete Sousa (BTT Loulé/BPI/Elevis). 

Tiago Craveiro foi o melhor paraciclista de classe D. 

Fonte: Federação Portuguesa de Ciclismo